Dicas e métodos de estudos

Tenho ressaltado em meus artigos como é importante se preparar bem para passar em um concurso público. Mais uma vez, gostaria de esclarecer alguns pontos sobre ter o governo como patrão, a fim de orientar você, concurseiro, para que essa caminhada não se torne tão densa.

Entendo o quão cansativo é a maratona da preparação e sei que às vezes o caminho, que parece muito mais longo do que imaginávamos, nos prega boas peças. Essa fase é mesmo árdua, mas, como dizem por aí, “depois da tempestade vem a bonança”. Então, por que estar bem-preparado faz toda a diferença?

Sabemos que o concurso público é a forma mais justa de seleção para um emprego. Graças a ele, afastam-se os indisciplinados, os sem-habilidades e os despreparados. O importante, portanto, é compreender que todo bom maratonista, para se tornar um vencedor, precisa de dedicação, de estratégia, de perseverança e de muita disciplina. Acreditar que o esforço pessoal é tudo não passa de mera ilusão. Assim como você, muitos outros concurseiros estão cansados, trabalham durante o dia, estudam de noite e dariam tudo para dormir até mais tarde. Mas é preciso ir além.

O diferencial deve estar em como estudar. Um bom plano de estudo pode garantir que você aprenda o conteúdo e não apenas o decore. Confiar na memória não é uma boa estratégia, pois o nervosismo, entre outros fatores, pode fazer com que você simplesmente esqueça o conteúdo memorizado. Opte pela compreensão, pelo entendimento. Isso garantirá a você uma bagagem que nem o tempo será capaz de apagar.

Nos dizeres de Sun Tzu, “a guerra é de vital importância para o Estado; é o domínio da vida ou da morte, o caminho para a sobrevivência ou a perda do Império: é preciso manejá-la bem.” Todo desafio encontrado para conquistar uma vaga no serviço público deve ser visto como uma batalha. E você, como um grande soldado, deve priorizar as orientações de seu superior. Assim, a cada etapa superada, entenderá que às vezes, mesmo sem se ganhar a guerra, vence-se uma batalha.

O concurso público é uma guerra entre milhões de candidatos que têm o mesmo ideal: boa remuneração e estabilidade. De fato, não é fácil derrubar um exército, mas, quando se conhece o próprio potencial e o do adversário, é mais fácil montar as estratégias. O sucesso na luta leva à classificação; a vitória na guerra leva à posse.

Trace um mapa de batalha: leia atentamente o edital; busque bibliografia específica de apoio; encontre o método que melhor se aplique a você; pratique atividades físicas, para cuidar do corpo e da mente. Opte por uma alimentação saudável; exercite seu poder de concentração; encontre um bom ambiente de estudo; elabore um roteiro, alternando as disciplinas, para não fatigar a mente. E não se esqueça: resolver exercícios é um dos métodos mais eficazes para praticar o conhecimento. Só assim você poderá conhecer de perto seu adversário: a banca examinadora.

O candidato deve confiar em seu potencial. Todo mundo consegue ser aprovado em um concurso público. A reprovação significa, tão-somente, erro de estratégia, de método, de disciplina, de orientação adequada e de foco. Tenha em mira seus objetivos e lute com afinco, então a luta será bem menos dolorosa e as aprovações, mera conseqüência.

Feliz Cargo Novo!

J. W. GRANJEIRO

Presidente do GRAN CURSOS

Vice-Presidente da ANPAC

Coordenador do Movimento pela Moralização dos Concursos – MMC.

www.professorgranjeiro.comhttp://twitter.com/jwgranjeiro

http://facebook.com/professorgranjeiro

(2) comentários

  1. Boa tarde Prof. Granjeiro
    Meu nome é Max Wendel sou Professor de Ed. Física e Pós – Graduado em Administração e Marketing Esportivo.

    Conheci seu trabalho hoje através do Seminário Nacional de Concurseiros ( SENACO ).

    Gostaria de obter informações sobre o Concurso do INSS.

    Material de apoio, pois NUNCA tentei concurso Público e gostaria de fazer.

    Gostei muito da sua palestra.

    Grande abraço
    agradeço desde já

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *